Páginas

Resenha: "Skins: The Novel" - Ali Cronin


 Oi, gente! Pra quem não sabe a série Skins tem dois livros, o primeiro é esse (The Novel) da segunda geração e o segundo se chama Summer Holiday, e é da terceira geração. Infelizmente a 1ª, minha preferida, não tem livro. O livro não foi lançado no Brasil infelizmente (se nem os DVDs foram lançados, imagina os livros ¬¬) então eu baixei e foi o primeiro livro grande que li em e-book (mesmo tendo só 264 páginas) porque antes só tinha lido Cinco Minutos do José de Alencar que é muito curto. Minha primeira experiência não foi ruim, apesar de muitas vezes eu me distrair e ficar na Internet, sem falar do meu pai me mandando desligar/confiscando o computador, problemas que não tem no livro físico. A tradução também não é oficial nem nada, foi feita por duas pages, e tem alguns erros. Eu acho que quando aparece "-" no final da frase era pra ser uma reticência.
 A história de Skins:The Novel se passa entre a 3ª e a 4ª temporadas então tem spoilers da 3ª e ajuda a explicar algumas coisas da 4ª. Se você não viu nenhuma delas e não gosta de spoilers, melhor parar de ler aqui. Eu adorei o jeito que a autora fez a narração, cada hora por um personagem, porque foi uma boa adaptação do que são na série os episódios pra cada personagem e no final teve uma parte "Everyone", como também tem alguns episódios, que eu achei que teria narrador observador, mas continuou sendo cada hora um personagem, como se fossem subcapíulos do Everyone, me decepcionou um pouco. Outra coisa que não gostei muito foi que as principais foram Effy, Katie e Naomi, personagens que eu não gosto e o meu preferido apareceu muito pouco, e com um plot sem graça. Mas foi bom porque eu pude ver um novo lado de Effy e Katie, eu sabia que elas eram frágeis, mas mostrando os pensamentos delas dá pra saber bem melhor. Até consegui gostar da Effy no livro, mas da Katie não porque continua sendo uma homofóbica nojenta e sabotando o namoro da irmã. Quando ela diz "Nunca vou entender porque você gosta de garotas" fica bem claro o preconceito dela. Bom, o livro segue as férias de todos os personagens, e a protagonista continua sendo a Effy. Ela e sua mãe foram pra Veneza, o que é citado na 4ª temporada, e aqui nós finalmente ficamos sabendo o que aconteceu nessa viagem tão misteriosa, já que ela tinha sumido por muito tempo.
E é um bom longo caminho de Bristol para lá, do meu pai e de toda porcaria de lá. Então bom trabalho mãe. Qualquer coisa que bote algum distância entre mim e todo mundo. JJ, Cook e Freddie. A porra dos três mosqueteiros.
 Três garotos, da minha idade talvez, cruzaram a esquina. Um deles, o alto, com um chapéu, parecia o Freddie. Lindo. Meio cheio de si. Me chamou a atenção.(...) O mais alto saltou no ar e uivou que nem um lobo. Eu sorri com desdém. Cook. Que nem o Cook.
  Enquanto isso, a família Fitch está indo passar as férias na França, e Katie está transando com todos os garotos que pode. Ela e Emily acabam fazendo as pazes a respeito de Naomi e resolvem ir pra Paris sozinhas (estavam no interior). Só que Katie tem a ideia de esconder o celular da Ems pra que ela não possa falar com Naomi de lá e seja só elas. As duas acabam brigando e Katie resolve ir pra Veneza visitar Effy, chocando todos. Apesar da estranheza e delas não conseguirem se resolver direito -já que Katie foi embora após uma briga- essa estada em Veneza acaba sendo muito boa e Katie acaba vendo um lado de Effy que não conhecia, e as duas percebem que são bem parecidas. Por exemplo, Effy está desesperada por alguém que não a ama tal qual esteve Katie há um tempo atrás. E pra piorar, ele é de meia idade e tem filhos.
 Pandora e Thomas estão felizes e Panda está louca pra finalmente transar com ele, mas Thomas está incomodado com a insistência e até eu fiquei, e olha que ela é minha preferida. Aqui começa a amizade de JJ e Thomas e mostra porque ele teria ido trabalhar naquele supermercado com o Thomas na 4ª temporada.
 Cook resolve fazer uma aposta com Freddie pra ver quem transa com mais garotas em 4 semanas, e JJ como sempre fica só olhando. Eu fiquei chateada de ter tão pouco do Freddie e ainda ser um enredo desses, que além de tudo quebra a imagem fofa que eu tenho dele kk. Apesar de que eu sei que no fundo ele é como o Cook, provavelmente a Effy foi o primeiro amor dele, e ele não teve medo de ter algo sério, só isso. A minha preferida decepção com ele foi aquilo que o Cook descobriu na 4ª temporada, que foi bem pior. E na verdade, os garotos são quase todos iguais quando se trata de sexo, vai? E eu até queria que eles fizessem isso aqui na minha cidade e.e nem sei porque :p O Cook tá insuportável no livro. Eu achava ele insuportável na 3ª temporada, no último episódio dela eu fiquei com pena dele e comecei a meio que gostar, só que aqui ele tá exatamente como era antes daquele episódio, e mesmo eu sabendo dos motivos não consigo não achar chato, principalmente por ficar no pé da Naomi e da Panda que são comprometidas e sempre zoar o JJ.
 Naomi está num dilema do que fazer sobre seu futuro, porque Emily quer tirar o 1º ano após a formatura pra viajarem juntas e só irem pra faculdade depois, sem falar que ela está pensando em ir em um dia aberto em Yale, que fica nos EUA, ou seja, elas iriam morar longe uma da outra. Pra quem viu a 4ª temporada, foi nesse bendito dia aberto que Naomi traiu a Emily, e nesse livro a gente começa a entender melhor os motivos que ela já tinha dito. Mas não acho que justifiquem, tanto que eu passei a detestar a Naomi após essa traição, gostava dela na 3ª temporada e no livro foi meio a meio. Sei que a Emily também não é perfeita, ela é fofa e a adoro, mas é muito grudenta às vezes, isso foi ruim pra individualidade da Naomi e tudo.
 Resumindo, achei o livro muito legal. Mas só recomendo pra quem assiste a série porque ele não é muito profundo quando a descrição de personagens e coisas do tipo, é mais um complemento mesmo, e o melhor é que ele explica melhor as coisas que ficaram no ar. O livro não peca no sexo, tem até mais cenas de Naomily que em todas as temporadas e é bem descritivo, e nem nas drogas, mas tem uma passagem que a Emily diz que é a primeira vez que ela usou cocaína e eu acho que ela já tinha usado na 3ª. Dou nota 4,5 mas como no Skoob não tem meio lá dei 4. Fiquei com vontade de ler outros livros da Ali, que tem uma coleção chamada Garoto <3 Garota e todas as capas são legais.

9 comentários:

  1. Sinceramente eu não conhecia esse livro mais vendo sua resenha parece ser bem interessante o livro.
    http://arquivodeletado.blogspot.com.br/
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. OMG, eu não fazia ideia de que Skins possuía livros <3333
    Gostei da resenha fiquei com vontade de ler *-*
    http://unicorniospsicodelicos.blogspot.com.br/
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Fiquei com uma vontade incrível de ler esse livro mas ainda não terminei a quarta temporada. Mas se não me engano a Ems tinha usado ecstasy em pó, não era cocaína aquilo. Mas amei o post. Beijão!

    ResponderExcluir
  4. Vendo quais eram os seus personagens favoritos acredito que a 7ªtemp não teve muita graça para você kkk. Mas acho que deve ter compreendido um pouco mais da cabeça maluca do James (Cook) e visto que ele também era humano, apesar de tudo.

    *Mas quem não viu toda a série aconselho a ver (realmente ver e não sair por ai falando) a 3ª geração, pois os que dizem ser a mais leve de todas ou não assistiu ou não se deu ao trabalho de assistir até o fim, pois a 5ªtemp é uma merda, (só assista para entender a 6ªtemp) o que vale a pena é a temp seguinte que é uma das mais fortes e uma das que mais apelam ao lado emocional.

    Para quem não viu a 7ª (não darei spoilers) só digo que se você gostou da 2ª e 1ª gerações, vai adorar essa, mas se preparem pois se você é daqueles que se aprofunda demais e tenta pensar da forma como os personagens pensam para poder entende-los você irá sofrer. Essa temp é a mais forte e triste, e como os personagens resgatados das temps passadas estão mais velhos apenas alguns ainda mantem contato, (apenas nos primeiros episódios) então a crise que os protagonistas enfrentam é outra e o passado com as antigas turmas já era.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk não teve mesmo, aliás nem assisti Fire e Rise ainda pq não tive vontade. Só vi Pure, pq a Cass essa sim eu amo. Mas eu já entendo o Cook sim, é que no livro ele ainda tava retardado.
      Obrigada pelo comentário :)

      Excluir
  5. Realmente, seu artigo me ajudou muito, estava pesquisando sobre Skins e descobri este livro do nada e voce salvou meu dia, voce escreve bons artigos e fui direto ler a sua resenha, quero dizer muito obrigada, quando vi que voce deixou o link, confesso que eu ate bati palminhas, kkk, muito obrigada pq baixei e ja estou lendo.

    ResponderExcluir
  6. alguém sabe o link de algum site que eu possa baixar o livro ? pleeease

    ResponderExcluir
  7. Aonde vc conseguiu baixar o livro pra ler???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei onde foi parar o link, mas dá pra ler online aqui http://pt.slideshare.net/TalitaTravassos/skins-the-novel

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.