Páginas

Gossip Girl


AMO pôsteres suruba style. Esse principalmente <3
 Oi, gente. Mil desculpas por ficar 2 meses sem postar, tem muitos motivos, mas não vou inventar desculpas o principal é a preguiça mesmo. Mas eu tenho vários posts começados aqui e postarei eles quando der (mas eu sempre espero o meu último post ter recebido um bom número de comentários, porque eu sei que a maior parte das pessoas só lê o último post de um blog). Eu vou viajar essa sexta, e vou ficar uma semana fora.
  Esse post não é pra recomendar a série, como eu geralmente faço, é mais pra eu desabafar sobre a série, então terá muitos spoilers (sim, eu vou contar quem é a Gossip Girl) e é melhor você só ler se já assistiu, ou não pretende, porque eu leio spoilers de séries que não assisto haha. E só avisando que minha opinião é muito diferente da da maioria dos fãs de GG, então se você é do tipo que não aceita opiniões diferentes da sua é melhor não ler também.
  Gossip Girl é muito especial pra mim porque foi a primeira série que eu vi no computador. Eu sempre adorei séries, e era daquelas que todo sábado e domingo era sagrado, eu sempre assistia as séries do SBT. Mas quando elas paravam de passar eu simplesmente começava a assistir a que colocavam no lugar e pronto, GG foi a primeira que eu fiquei realmente revoltada pelo SBT ter tirado e que eu precisei ver de qualquer jeito (primeiro online, e depois baixando). Eu me apaixonei logo no primeiro episódio, em que eu amei a Serena e o Dan, odiei o Chuck e não gostava muito da Blair. E tinha muito inveja da Serena por ser tão linda e ter dois gatos a fim dela. Eu fiquei viciada. E nessa minha revolta eu encontrei o Studio Gossip Girl (hoje Amo Gossip Girl) e até fui convidada pra postar nele. 

  Me julguem, mas minha personagem preferida é a Serena. Sei que a maior parte das pessoas odeia ela, mas eu amei ela desde o começo e mesmo ela fazendo muita merda na 5ª/6ª temporada, não consegui deixar de gostar dela. E amo o Dan também, mas ele me decepcionou muito na 6ª temporada. Sempre shippei eles, gosto da Serena com o Nate também, mas Derena era tão fofo na primeira temporada, e ela é a musa dele <3 e sem falar que são meus dois preferidos, então não tinha como eu não gostar. E o Nate é meio "samambaia" como o resenhista de GG no Episódios Comentados diz, o namoro deles era só sexo, fala sério. Depois eu passo a gostar da Blair, mas acho muito chato como ela julga as pessoas por não serem do Upper East Side ou se vestirem mal. E a Serena, apesar de também ser queen, não é assim. Uma coisa que me ajudou a gostar tanto da Blair quanto do Chuck foi os dois juntos. Me fez odiar menos o Chuck, achava lindo e tal. Mas, na 3ª temporada ele faz tanta merda, que sinceramente eu queria coisa melhor pra Blair. E não, eu não consigo perdoá-lo totalmente e achar Chair o melhor ship. E diferente da maioria eu até gostei de Dair. Não queria que terminassem juntos, claro, porque torço por Derena, mas o Dan fez a Blair feliz enquanto o Chuck só fazia ela sofrer. Não, eu não acho Chuck um "sonho de namorado" como muita gente, pra mim o Dan que é o melhor namorado, o mais fofo e tudo. Também não acho ele tão lindo, acho o mais feio dentre os três. Na 1ª temporada ele era gato, mas odeio aquele cabelo lambido dele, forçado assim como andar de terno o tempo inteiro e aquela voz sussurrada que eu detesto. 
  E só pra lembrar vocês, Chuck ia estuprar a Jenny no primeiro episódio. Se não pareceu isso na série, fiquem sabendo que nos livros é óbvio! Eu não gosto da Jenny, mas mesma assim nada justifica. E sem falar que no primeiro episódio ela ainda não era tão odiável. Eu odeio a Jenny primeiro por fazer de tudo pra entrar pro grupinho da Blair. A garota tem só 13/14 anos e se acha a tal. Depois, por ela fazer de tudo pra tirar o Nate da Serena. Por virar traficante, por se rebelar contra Rufus que era um ótimo pai e querer se emancipar. E o mais ridículo: Jenny não perdeu a virgindade com Damien, a quem supostamente amava, fingiu que tinha perdido, e depois de pouquíssimo tempo simplesmente esqueceu do "amor" que ela sentia e começou a se jogar em cima do Nate e fazer de tudo pra ele e Serena terminarem. Pra depois o que? Terminar perdendo a virgindade com Chuck. Sim, o que tentara estuprá-la dois anos antes. Quer dizer que ela não estava pronta pra transar com seu namorado que "amava", mas estava pronta pra transar com um quase estuprador? Sinceramente, viu. E ainda se uniu com a Juliet e a Vanessa pra fazer aquela coisa horrível pra Serena. Jenny também me fez odiar Taylor Momsem e a banda dela. E podem reparar que a Taylor mudou ao mesmo tempo que a Jenny. Na primeira temporada as duas eram normais, aí na segunda a Jenny se rebelou, começou a usar lápis preto, se vestir de roqueira e tal e Taylor acompanhou. Muito sem personalidade. Também detesto como ela só anda de lingerie e coisas do tipo. Tá pensando que é quem? Cherrie Currie, amor? E Chuck além de fazer tudo aquilo com Jenny, ainda teve o bônus: trocar sua namorada por um hotel. Realmente, um namoro perfeito esse, hein?! E não fica por aí, machucou a Blair, e deve ter até mais coisa que não lembro agora. E não venham dizer que a Blair também fez um monte de coisas horríveis. A única foi transar com o Jack. Poderia até ser ficar com Dan em vez de com Chuck, mas ela tinha feito aquela promessa. Chuck fez algumas coisas lindas sim, tem diálogos dele com a Blair maravilhosos, mas desculpem eu sou rancorosa e não perdoaria.
  Tá certo que o Dan também não é um santo, mas as coisas que ele fez não foram tão ruins assim. (Não entrando no mérito da Gossip Girl que já vou chegar lá) Foi muito chato o Inside Out de ficar expondo todos os amigos e tal, pior ainda quando ele manipulou a Serena pra se apaixonar por ele só pra escrever o capítulo dela. Ele que sempre se achou acima dos outros desceu ao mesmo nível ou até pior. E eu sei que a Serena também não é nenhuma santa, e se faz muito de vítima, por isso entendo o ódio que têm dela lá pela 5ª temporada. E a verdade é que tudo que o Dan escreveu é verdade, a Serena se apaixona e desapaixona rápido demais. Infelizmente, ela tem essa necessidade de ser amada que não consegue viver sem homem. Tipo quando ela brigou com o Dan e já ligou pro Steve. E ela iria se casar com ele e depois disse que ele era um substituto do Dan... Eu queria que ela tivesse se dado bem nas profissões que ela tentou, o final dela foi simplesmente casar com o Dan quando todos estavam estáveis profissionalmente :( Eu acho linda a amizade dela com a Blair, passou por todas aquelas traições e brigas, algumas pessoas acham ruim, mas pra mim as amizades mais verdadeiras são essas, que superam tudo. Não concorda? Bom, eu tinha amizades muito boas e quase sem brigas, hoje nem falo com as pessoas. Pois é, mas por isso eu acho muito errado o que a Serena fez de filmar ela e o Dan transando, e na 6ª é muito chata quando ela dá mais atenção pro Steve e pra Sage que pra Blair, ela foi uma péssima amiga. Sem falar, é claro, do Nate também.
elas tirando essas fotos é tão <3
  Diferente dos outros, eu não acho que GG ficou ruim depois da 3ª temporada. Eu acho a 1ª temporada perfeita, e a segunda acho que também não tenho nada pra reclamar, mas as outras mesmo não sendo perfeitas eu achei boas também. Eu acho que a maioria só acha isso porque só vê a série como Chair, porque teve indas e vindas, Blair com príncipe, Dair, Chuck com Raina, no meio disso tudo, mas pra mim que me importo com os outros foram boas.
  O figurino e a trilha sonora de GG eram impecáveis. Não é à toa já que a trilha sonora de GG é da mesma responsável pela trilha de The O.C., Grey's Anatomy, Crepúsculo e As Vantagens de Ser Invisível, Alexandra Patsavas. E claro é produzida pelo Josh Schwartz, mesmo de The O.C. e Chuck, outra série que tem uma trilha sonora ótima e ele não esconde que ama indie. The O.C. tornou bandas como The Killers e Death Cab For Cutie mais conhecidas, com show delas, inclusive. E o legal de GG é que misturam as músicas desconhecidas e indie com outras superbombadas. Eu me apaixonei pela primeira música tocada na série, Young Folks - Peter Bjorn and John, e nunca vou esquecer daquela cena. Amei também quando tocou Timbaland, will.i.am., Rihanna, Sean Kingston, Fergie. E conheci várias músicas legais como I See You - Mika, Chromatics - Kill For Love, Imagines Dragons - Round and Round, esses últimos tempos terminando a 5ª e vendo a 6ª eu sempre olhva as músicas que tocaram nos episódios. Gossip Girl também teve seus shows, como Lady Gaga, Florence and The Machine (superamiga da Blake Lively), Sonic Youth e The Pierces, que tocaram Secret lá bem antes de virar a música de abertura de Pretty Little Liars. Os atores de GG também tem um pezinho no mundo da música e não é só a Taylor Momsem, a Leighton canta e adoro as músicas dela, e o Ed Westwick já teve uma banda, músicas de todos eles já tocaram em GG também. Sobre o figurino eu fiz um post aqui pra quem quiser ver. Minhas roupas preferidas são as da Serena porque ela é it girl e mais moderna, combina mais comigo, mas as roupas da Blair também são incríveis. 
  Agora sobre o final: WTF Lily ficando com William? Aquele traidor, pai que abandonou os filhos, mentiroso e etc. Tinha que ter ficado com o Rufus. E Dan como Gossip Girl foi nada a ver. Eu não esperava a Dorota, porque acho que ela amava demais a Blair pra fazer uma coisa dessas, na verdade não queria que fosse ninguém conhecido, e sei que todos teriam odiado mais ainda, mas é que pra mim uma pessoa de dentro fazer isso, ela é meio doente. Só talvez uma das seguidoras da Blair. A verdade é que eu adoraria se fosse interpretada pela Kristen Bell haha, adorei vê-la no episódio final aliás, assim como a Rachel Bilson. Eles explicaram algumas coisas sobre o Dan ser a GG como por que ele escrevia aquelas coisas sobre a própria irmã, mas pra mim duas coisas ainda provam que não faz sentido ser ele: na primeira temporada quando mandam a foto da Serena comprando teste de gravidez, que namorado postaria antes de falar com ela? É frieza demais você nem se preocupar se é verdade, o seu primeiro pensamento ser postar isso. E ainda ele insistiu pra ver o que a Jenny tava vendo no computador, sendo que ele devia saber que era isso e devia era querer que o pai dele não visse. Segundo, na 6ª temporada a Ivy manda uma mensagem pra Gossip Girl dizendo que Rufus vai processar seu filho e aí o Dan recebe isso e ele e o Nate ficam supersurpresos. Tipo, por que fingir sabe? Pra testar o Nate? Só se for, mas mesmo assim. E aposto que devem ter mais coisas. E é por isso que eu vou ler os livros pra descobrir quem é a GG lá porque eu duvido que seja ele. Até agora só li o primeiro livro e uma crítica que eu tenho é que eles tiraram as drogas e jogaram toda a culpa no pai do Nate e depois na Serena, aí do nada da 5ª temporada Blair diz "Achei que a única coisa que deixaria Nate chateado era um baseado mal enrolado". Tipo, oi? Sendo que nunca mencionaram que ele usava, e aí ele usa com a Raina também. Eu achei até legal não ter no começo, mas aí colocarem do nada nada a ver, né? (ATUALIZAÇÃO 03/05: eu revi o primeiro episódio e vi que o Chuck e o Nate fumaram maconha e meio que a Serena deixa subentendido. Eu não sei se eu não lembrava ou o SBT censurou, se tem em mais episódios da 1ª temporada, deve ser a segunda opção.)E sou revoltada com o jeito que trataram a bulimia da Blair também, que na 5ª temporada ela diz que está curada sendo que nunca fez nada. Mas isso eu acho que pode ser assim no livro também, porque lá eles são mais fúteis ainda.
  Enfim, GG me marcou e deixará boas lembranças, e aquele final de Serena e Dan se casando ao som de You've Got The Love <3 e que vestido lindo.
  Vou deixar vocês com esse vídeo, porque amo esses vídeos de séries, amo Castle Walls e amo a Serena. E pode ajudar vocês que não gostam a entendê-la também. xoxo

[Review] American Horror Story: Coven - Bitchcraft

 Este post contém spoilers
Eu não gosto de terror, então nunca tive vontade de ver American Horror Story, até ouvir The Name Game e saber que a Emma Roberts iria estar nessa terceira temporada. E assisti esse primeiro episódio só pela Emma u.u
 American Horror Story é uma série cujo o roteiro é de Ryan Murphy. A cada temporada a história muda completamente, motivo pelo qual é tratada como minissérie e só concorre nessas categorias no EMI. E razão pela qual também eu comecei a ver logo pela 3ª temporada. Você pode começar por qualquer temporada, e até voltar se quiser, não vai interferir em nada.
 Como já disse desde que soube que a Emma estaria nessa temporada eu fiquei curiosa porque adoro ela, mas não teria visto o episódio ainda se não fosse a grande quantidade de comentários positivos sobre a personagem e a atuação dela, ainda mais considerando as circunstâncias estranhas em que Emma entrou na série, já que teria agredido seu namorado Evan Peters, ator da série. Com isso muito gente odiou o fato dela entrar na série e até eu achei muito estranho, parece uma coisa feita pela publicidade mesmo, pra dar repercussão, mas ok. Fui assistir o episódio, depois de tentar baixar por torrent em que um deu errado e o outro não dava certo com a legenda e ter outros probleminhas com RMVB tive que ver online numa qualidade ruim .-.
 O nome do episódio Bitchcraft é uma mistura de bitch (vadia), com witchcraft (bruxaria), e eu adorei esse título haha combinou bastante já que a 3ª temporada terá como tema bruxas. Todas tem temas independentes, a da primeira foi uma casa mal-assombrada e a segunda um hospício. 
  O episódio começa com uma bruxa antiga tentando "vender o peixe" de suas filhas para homens ricos, isso em 1843. Uma mulher horrível que costura bocas e olhos de seus escravos e passa sangue de pâncreas no rosto pra ficar jovem. Depois somos transportados para o tempo presente onde Zoe (personagem da Taissa Farmiga) mata um homem com... sua vagina. Então a coitada descobre que é uma bruxa e isso vem de família, mas pula algumas gerações ou pessoas e é mandada para uma escola de bruxas onde deve aprender a controlar seu poder. Há apenas três garotas na escola e uma delas é Madison, a personagem da Emma, a que teve mais destaque das 3. Fiona (Jessica Lange) é uma suprema, bruxa que possui muitos poderes e quer ajudar sua filha a preparar as meninas, pois na sua opinião elas não devem esconder seus poderes, pois "quando bruxas não lutam, queimam". Mas antes dela conhecê-las Madison e Zoe vão à festa de uma fraternidade e uma coisa horrível acontece: Madison é estuprada. Fiquei com muita pena ç.ç E é aí que ela mostra pela primeira vez seu poder e vira o ônibus em que estavam os responsáveis causando a morte de quase todos, menos 2. No dia seguinte, Fiona leva as 4 garotas a um santuário das bruxas onde elas ouvem um pouco da história de Madame Lalaurie, aquela do começo da história. E o final deixa todos de boca aberta quando Fiona ressucita Lalaurie. Eu queria que essa mulher morresse pra sempre, gente que mulher horrível. Mas é óbvio que a história não podia continuar só em "Hogwarts", agora é ver o que vai acontecer. Eu acho que deveria ter um conflito entre a Queenie e ela (MATA ELA, QUEENIE!!) já que ela era tão racista e fez tanto mal a tantos negros. Eu não conseguiria conviver com ela e muito menos segui-la se fosse ela. Após isso a narração de Zoe e a cena comovente da Emma na banheira. Tadinha =/
Queenie
 Eu adorei esse episódio e quero sim ver os outros, apesar do medo porque com certeza vai ficar mais assustador. Esse episódio não chegou a me dar medo, só um desconforto, eu já vi muita gente falando que nas outras temporadas também são assim, mas acho que eu vou ter medo delas, não sei se vou ver as outras. Muitas pessoas se decepcionaram com o episódio porque além de não dar medo ele teve muitos clichês norte-americanos e de adolescente, e é verdade, mas vocês sabem que eu amo essas coisas haha talvez por isso mesmo que eu tenha gostado. Acho que o Ryan Murphy tá querendo atrair mais o público de Glee, outra série dele, porque o público-alvo desse primeiro episódio foi visivelmente adolescentes, tanto que a maior parte deles adorou o episódio e os adultos que acharam ruim. Eu adorei a participação da Emma, a personagem dela é diva demais, e não vejo motivos das comparações entre ela e a Taissa, eu gostei bastante da Zoe também, e do poder inusitado dela kk principalmente por ela vingar a Madison. (Não sei é o que é mais Zzz comparar Emma/Evan com Taissa/Evan sendo que o primeiro casal é verdadeiro e o outro só de ficção ou ficar criando rivalidades inúteis). O engraçado no poder dela é que ela tem que transar com pessoas que odeia, se quiser matá-las e não pode transar com pessoas que ela goste, pelo menos até agora. Achei legal a narração da Zoe, não sei se tinha isso nas outras temporadas. O poder da Queenie é sinistro, ela é como uma boneca vudu humana, aí no gif ela tá ameaçando se cortar, mas quem sentiria o corte seria a a Madison. A Nan, última garota, tem síndrome de Down e é sensitiva. Sobre os assuntos abordados, que sempre vi dizer que AHS toca em temas polêmicos, tivemos uma história com células-tronco que nem foi muita desenvolvida, o estupro e a questão dos maus-tratos aos escravos. Eu acho que religião vai ser uma coisa muito abordada já que são os religiosos que sempre temeram as bruxas, e nesse primeiro episódio uma bruxa foi assassinada por eles. A trilha sonora é ótima, tanto as animadas que tocaram na festa quanto as mais tensas, pra ouvir clique aqui. Destaque pra Size The Night e Last Train Home. E ainda essa música que não tem no link mas tocou ao longo do episódio e tem tudo pra ser a "Dominique" dessa temporada.
 Eu adorei a personagem da Emma, diva e ao mesmo tempo tão frágil (depois do estupro isso, a cena da banheira é tocante). Ela conseguir ser forte depois daquilo e tal. Não é à toa que muita gente que odeia a Emma gostou da personagem, e Emma sambou na cara dessa gente que diz que ela atua mal.
"Está tão quente que minha maldita vagina está suando" vou usar essa frase no verão kkkk -n
:(
 E sobre a Zoe, como boa fã de Skins eu não pude deixar de lembrar da Cassie kk
 Essa última parte foi mais pra descontrair mesmo, mas fica a dica: ASSISTAM AHS. Gente, que tipo de review vocês preferem? Que eu conte o que aconteceu no episódio e comente ou só dê mais minha opinião mesmo? É que fiquei meio em dúvida. Comentem a opinião de vocês. bjs

Playlist

 Oii. Eu não vou fazer esses posts de Playlist sempre porque acho que não acrescentam muito, mas hoje eu preciso mostrar algumas músicas pra vocês. Isso mesmo, não são necessariamente músicas que eu estou ouvindo muito, mas músicas que eu quero que vocês conheçam.

Pra quem não sabe eu sou fã da Katy Perry. Eu viciei nessa música e achei melhor que Roar. Eu gostei de Roar também mas não gostei muito do clipe e espero que o clipe dessa não me decepcione, se tiver. Eu não acho que Roar ainda continue na vibe do Teenage Dream como muita gente, mas Dark Horse é mesmo bem mais diferente. Eu adorei esse ritmo mais hip hop e dark. Eu nunca tinha ouvido falar nesse Juicy J antes e pra mim a parte dele foi mais um desses feats inúteis. Sério, eu não vejo necessidade nesses featurings, Pittbul vem estragando todas as músicas da J. Lo, e na minha opinião E.T. da própria Katy é bem melhor sem o Kanye, apesar de eu gostar dele. Adorei o refrão principalmente "So you wanna play with magic?" e "Are you ready, are you ready for?" e gostei também do "There's no going back".
Vi muita gente falando que essa música parece da Cher kk como só conheço Believe dela, não posso opinar, mas adorei a música. E adorei também saber que o Prism vai se bem variado, já que as músicas lançadas por enquanto são bem diferentes uma da outra.

Gente, eu ouvi essa música pela primeira vez no rádio e simplesmente amei. É a melhor música da Carly das que já ouvi e é uma pena não ter feito tanto sucesso. Quando eu ouvi no rádio já fiquei imaginando um clipe, e o verdadeiro é bem diferente do que eu pensei. Eu tava imaginando tipo ela curtindo na balada, beijando e dançando muito já que ela tá suparando um amor, né? Mas em vez disso só fica mostrando ela e o namorado/ex o que achei meio sem-noção, afinal ela diz que tá superando ele '-' e ainda diz que estará dançando com outra pessoa.

Eu também sou fã da Avril. Eu ando meio que decepcionada com ela, não entendo porque quanto mais velha ela fica parece que fica mais infantil também, ao invés de amadurecer. Em What The Hell por exemplo. Eu gostei das músicas novas dela sim, mas sei lá, eu achava ela bem melhor antes. Mas em Rock n' Roll eu viciei, e já fazia um tempinho que isso não acontecia. Gostei do clipe, e simplesmente amei o refrão, e não consigo não cantar. Algumas partes da letra combinam comigo também, tipo "Eu não ligo pra minha maquiagem", "Não ligo se sou desarrumada" só que ela fala que prefere isso do que ser hipster, mas não ligar pra aparência é a coisa mais hipster que tem e.e Umas pessoas julgam ela por fazer essa música se ela não canta rock, mas claro que ela não tá falando dela e pelo que eu entendi da letra e do clipe ela tá falando mais da atitude Rock n Roll e não só da música em si. Mas sim não deixa de ser irônico que quanto mais pop ela fica faz uma música dessas.
Eu vi esse vídeo num post falando sobre a série e viciei, essa música é muito boa kk Se eu não fosse medrosa iria assistir a série só por isso. Mas eu sei que também foi a única vez que aconteceu isso lá por isso que não vejo. 

Essa é a versão original, dos anos 60. Sim, realmente existia esse "Jogo do nome". Tem uma tag literária que circula por aí chamada The Name Game Tag e eu acho que o nome veio da música. Eu gosto dessa versão também, acho que o povo só prefere a de AHS porque o ritmo ficou um pouco mais moderno, mas nem tem muita diferença entre as duas. 
 Foi isso. O que vocês acham dessas músicas? Eu tenho quase certeza que esqueci alguma e.e bjs

Minha Caixa de Correio #4

 Oi, gente. Sentiram falta da Caixa de Correio de agosto? sei que não u.u Uma das coisas que eu vou mostrar hoje na verdade chegou em agosto, mas eu não queria fazer o post só com uma coisa e como foi bem no final do mês esperei chegar um livro que eu tava esperando. Hoje minha caixinha tá um pouco diferente e não tem só livro, vamos ver?

 Sim, isso mesmo que vocês estão vendo, um mangá da Sakura<3 Sakura Card Captors sempre foi meu anime preferido junto com Sailor Moon. Nunca gostei muito daqueles de luta, Dragon Ball e etc. só esses mais menininha, e Pokemon/Digimon que eram exceção. Eu só li um mangá até hoje que foi de Tokyo Mew Mew outro anime menininha que eu adoro, mas eu vi os mangás da Sakura aqui e fiquei até interessada. Eu queria mesmo era comprar os outros de Tokyo Mew Mew, mas como tavam esgotados e os da Sakura em promoção comprei. Eu comprei 6 de uma vez nesse box aqui porque sai bem mais barato que avulso, o frete é meio carinho e não dá pra comprar por boleto =/ Eu tive que depositar porque meus pais são maus e não me emprestaram um cartão de crédito e o pior é que por depósito tem uma taxa a mais, mas enfim. Tem outro box com os 6 mangás restantes.
 O box todo. Desculpa ter tirado a foto com o Sakura de cabeça pra baixo, gente. E eu não tirei do plástico até hoje kk.
  Esse é o livro que eu fiquei esperando chegar. Eu ganhei numa promoção no blog Escrevendo aos Pouquinhos. Não sabia nada sobre o livro, nem tinha foto dele no post, mas eu dei uma olhada e parece legal. "Misto de Harry Potter com O mundo de sofia, a série de livros Trilhas: uma viagem musical promete ser o novo hit do público pré-adolescente. No primeiro livro da série, os leitores são apresentados ao Leo , um típico adolescente que se vê “abandonado” pelos pais, que vão morar no exterior e o deixam no Brasil com a avó. Numa típica crise de revolta contra a tirania do pai e a passividade da mãe, Leo acaba salvo do tédio e da solidão pela música, que passa a compartilhar com os amigos e a avó, uma surpreendente roqueira."
 E ainda a Ana Maria Machado gostou, já li vários livros dela, gostei de saber disso :) o nome dela tá aí.

 Outra coisa que me chamou a atenção são os trechos de música que têm no livro. Tem de outras dos Beatles e até do Legião<3 e nas em inglês tem a tradução, como tá na foto.

 Bônus: isso aqui eu ganhei de uma amiga do meu pai, ela trouxe de Los Angeles. The Reading Woman significa A mulher leitora, e é basicamente um "caderno" pra escrever coisas que você lê nos livros. Pelo menos foi o que ela disse, eu não li inteiro o "prefácio" dele.

 
 Ele é cheio de frases de mulheres (que não sei se são escritoras) e também algumas fotos.
 E por último uma foto que não tem nada a ver com o assunto do post, mas eu tirei ela junto com essas e gosto dela, e quero postar u.u Esse é meu caderno que eu enchi de frases de Skins<3 tem também uma letra de música e o "xoxo" de Gossip Girl. Agora me despeço de vocês com essa foto. Beijos, e comentem.

Skins: Segunda Geração

  Oi, gente. Eu já falei pra vocês sobre Skins aqui, mas como uma leitora disse que achou o post meio confuso e eu concordo que está mesmo eu vou repetir algumas coisas antes de começar. O negócio é que é difícil resumir Skins, por isso que no primeiro post eu não coloquei nenhum tipo de sinopse, fui logo falando dos personagens e pronto. A maioria das sinopses que você ler sobre a série vão falar que é sobre adolescentes "à flor da pele" (como diz o subtítulo em português) em Bristol lidando com seus problemas com drogas e sexo. Algo do tipo. A primeira vez que eu ouvi falar na série foi naquela revista da NET, a Monet, e pelo que falava parecia uma coisa muito polêmica e tal. Sim, a série é polêmica, mas resumí-la a sexo e drogas é como resumir Gossip Girl a adolescentes ricos fúteis. A futilidade de verdade tá em quem faz esses resumos. Citei Gossip Girl porque por incrível que pareça a revista comparou as duas, eu não acho que tenham nada a ver, ao menos a série de TV (se GG fosse mais parecida com o livro seria meio que Skins com personagens ricos). Enfim, eu não tinha a menor vontade de ver a série. Pra completar uma garota com quem eu estudei que era uma vaca amava a série, já me fez meio que pegar nojo, e um dia eu retwittei uma frase da série e "dediquei" à ela e ela acabou lendo e piorou tudo. Mas aí eu assisti a versão americana na MTV gostei e esse ano comecei a ver a original. E vi que é muito mais do que qualquer sinopse fala. É até meio dfícil de resumir porque Skins te surpreende a toda hora então muitas coisas que a gente poderia falar seriam spoiler. Bom, agora vamos ao post de hoje mesmo.
 Skins é feita num formato bem diferente, e que realmente eu acho que deveria ser adotado por mais séries. A cada duas temporadas Skins renova seus personagens. Ok, já vimos isso em Malhação, mas em Malhação não tem bem um número de temporadas definidos (alguns personagens duram 1, outros 3 ou até mais) e muitos vão sendo reciclados, se unindo aos novos. E de qualquer forma, eu tô falando de séries internacionais, e vamos falar a verdade o que acaba com a maioria das séries adolescentes é a faculdade. Skins não tem esse problema, a temporada acaba quando eles se formam, não vamos ter enrolações, ver adolescentes tentando ser adultos, nada disso. E essas duas temporadas com os mesmos personagens são chamadas de geração. Outra coisa diferente, e essa eu não me lembro de ter visto em nenhuma outra série é que cada episódio é focado em um personagem. Exceto alguns que não tem nome de nenhum deles. Esse negócio do enfoque nos personagens às vezes consegue ser ótimo e outras nem tanto, até porque tem personagens que só tem um episódio, o Anwar da primeira geração nem um episódio só dele teve, teve que dividir com o Maxxie.
 Eu não estava muito ansiosa pra ver a 2ª geração, primeiro porque a protagonista era a Effy, personagem que eu nunca fui com a cara, segundo porque eu vi tantos mas tantos spoilers. Nem da 1ª eu sabia tanta coisa, e olha que eu já tinha visto o Skins US que tinha várias coisas iguais. Mas do nada na sexta passada eu resolvi assistir. É, simples assim. Eu terminei a 1ª temporada (que no total da série é a 3ª) no domingo. Aí com a escola e tudo infelizmente eu só vi dois episódios da 4ª e o resto vi tudo essa sexta. E olha, eu amei! Fiquei surpresa com o tanto que eu gostei dessa geração. Tem bastante gente que não gosta dela, sabe? Acho que minha preferida ainda é a 1ª, mas essa não ficou muito atrás não. Tem a 3ª também, mas essa eu só verei nas férias, não só por ENEM e tal, mas gente ver Skins em dias de aula não dá certo kk a série é intensa demais e pelo menos eu não paro de pensar, então imagina você naquela aula chata que vc geralmente já não tem paciência pra prestar atenção, e começa a pensar nisso. Quem vai preferir prestar atenção? e.e
 Bom, como eu disse a Effy Stonem é a protagonista dessa geração, ela é a irmã mais nova do Tony da 1ª geração. Tem a beleza e manipulação dele. E a série começa no primeiro dia de aula da nova escola da Effy, junto com a sua amiga Pandora. Os três mosqueteiros Cook, Freddie e JJ, as gêmeas Katie e Emily e Naomi também vão estudar lá. E todos se conhecem. O problema é que os três amigos se apaixonam pela Effy. E sim a série vai se focar basicamente nesses três personagens: Effy, Cook e o Freddie. O coitado do JJ nem entra no triângulo porque não teria chance =/ (com a Effy, porque eu prefiro muito mais ele que o Cook).
raxei desse gif kkkk são as líderes de torcida de Glee, e essas duas de trás formam um casal lésbico oq deixou mais engraçado ainda kk
 Antes de irmos logo conhecer os personagens, vou comparar um pouco essa geração com a 1ª: uma coisa ruim foi que eles todos se conheceram na série, e você não sente que eles são amigos mesmo, sabe? talvez se pelo menos TODOS se conhecessem só agora, em vez de juntar grupos diferentes pra se conhecerem pareceria mais real, eu realmente só fui achar que todos são amigos no último episódio, eles brigam demais, não se ajudam. Na 1ª geração eles eram muito mais unidos, e já se conheciam faz tempo, isso fez com que fosse mais fácil não só acreditar na amizade deles, mas também se identificar com ela e querer amigos assim. Não sei se eu queria amigos como os da 2ª geração, sabe? Mas da 1ª com certeza eu iria querer. Outra coisa que fazia eles serem mais amigos, apenas 3 personagens ficaram com mais de 1 pessoa do grupo, já na 2ª geração o JJ foi o único que ficou só com uma, e nem preciso dizer que essas coisas enfraquecem as amizades, né? Eu achava que depois de Gosip Girl e a 1ª geração de Skins já tava acostumada com amigos que ficam com a namorada dos amigos, mas nessa 2ª geração é tudo tão pior. E pior que não se restringe só a namoradas e.e A 2ª geração também tem um consumo de drogas bem mais exagerado. Na 1ª eles só fumavam maconha e tomavam pílulas, agora tem até ecstasy, drogas de cheirar (que pra mim seria cocaína, mas uma vez eles chamaram de ecstasy '-' que pra mim era de tomar, mas ok), opiáceas (derivadas do ópio), cogumelos alucinógenos e o Cook chegou a mencionar heroína '-' o bom é que na 3ª geração o consumo é menor até que da 1ª porque senão teria até metanfetamina, duvido nada. Eles fizeram algumas referências bem legais à primeirageração, como o armário do Sid (com a touca dele<3), poster do Maxxie no quarto da Emily *-* (que faz pensar que ele realmente virou m dançarino famoso), gente sentada sempre no banco onde a Cassie ficava. Pronto, agora sem mais enrolações, vamos pros personagens:
 Effy-(já falada um pouco aqui) eu pensava que iria gostar menos ainda dela, porque todo mundo diz que ela piorou nessa geração e bláblá. Mas sinceramente? Eu achei o contrário. A maior parte do tempo eu realmente não gostava dela, mas lá em algum momento da 4ª temporada eu finalmente consegui me identificar com ela, sentir algo por ela. E só pelo fato de finalmente ela ter algum motivo pra agir da forma que age já valeu pela "vadia gratuita"(quero dizer no sentido de violência gratuita, sem motivo) que ela era na 1ª geração. Eu vi uma pessoa dizer que preferia quando ela não amava ninguém, já eu preferi ela assim, com sentimentos, mais humana. Por mais que não fossem os melhores sentimentos. E devo admitir que achei ela foda em alguns momentos (como nos gifs abaixo). Não sei se agora eu gosto da Effy, só mudei meus conceitos, e continuo um pouco irritada com ela. E pelo que eu sei em Fire (episódio que mostra ela na vida adulta) ela volta a ser a  mesma bitch de sempre, então acho que eu só gostei dela naquele momento mesmo.
"Cala a porra da boca"












 Freddie- sempre que eu via fotos dele já achava que ia gostar dele, não só por ser lindo mas por ser fofo. Imagina só então quando o episódio começou logo com ele andando de skate! Eu tenho uma queda enorme por skatistas kk (culpe a Avril Lavigne e o Charlie Brown) e ainda mais ele bem mais estiloso que a maioria dos skatistas. E ele é realmente muito fofo. Muita gente não gosta dele, e acha ele Zzz, mas se tornou meu personagem preferido da segunda geração, e sinceramente eu prefiro alguém que seja "chato" por ser Zzz ou seja quieto, desinteressante sei lá do que um que é idiota como o Cook. E apesar de eu entender porque muita gente não gosta dele, eu não entendo porque continuam odiando ele depois do 5º episódio da 4ª temporada. E apesar de eu ser meio relutante em shippar ele e a Effy no começo (complicado shippar personagem preferido com odiado e.e) ele foi um namorado muito fofo, e quero um namorado como ele e.e E isso até me fez achar o casal fofo também. Eu até achava que a Effy e o Cook combinam mais, até porque não gostava deles pelos mesmos motivos então pra mim eles se mereciam, mas acho que o Cook não aguentaria passar por tudo aquilo. Resumindo, me apaixonei por ele, meu maior amor fictício, mesmo eu não tendo quase nada em comum com ele.














 Cook- ele é um daqueles personagens muito amado mas também muito odiado. Tem gente que diz pra não ficar comparando os personagens da 2ª geração com os da 1ª, mas no caso dele não tem como, cara. Ele é uma mistura de Chris e Tony e nada vai mudar isso. Se não pq ele tomaria água num copo com peixe dentro? Coincidência é que não foi. Então, ele tem o jeito vida loka do Chris multiplicado por 50 e o jeito pegador do Tony (só que bem pior porque o Tony só ficou com uma pessoa do grupo deles além da namorada dele, ele ficava com estranhas. E também não ficou com as namoradas dos amigos dele, muito menos ficaria com alguém da família deles). Olha, eu não gostava naaada nele no começo da geração, no 2º episódio que é o dele eu senti uma vergonha alheia enorme. Até os amigos dele tavam sentindo vergonha alheia. Aí no final da temporada eu pude ver o outro lado dele, por mais que ele não tenha mudado muito no resto da série aí eu parei de "odiar" ele, apesar de ainda não gostar muito. Mas apesar de tudo ele foi um bom amigo pro Freddie então eu tenho que reconhecer isso (diferente de umas apaixonadas por ele que odeiam o Freddie ¬¬'). Pra mim o erro foi fazer aquele primeiro episódio dele tão idiota, e deixar os dramas só pro final da temporada, se tivesse sido antes metade das pessoas não teriam criado tanto ódio por ele. O ator que interpreta ele disse que é parecido com o Cook, e eu superjulguei ele e.e porque com certeza na parte dos dramas que não é.
viram como dá pra sentir peninha? :(

 JJ- (Gay J, J.Lo e outros apelidos pros íntimos). Ele tem um pouco de autismo e sintomas da síndrome de Aspenger, também é hiperativo. Eu perguntei pra minha professora e ela disse que tem diferentes graus de autismo. Isso explica porque o JJ consegue ter amigos e tal, mas tem surtos. Eu acho ele  bem fofo, e apesar de ter esses problemas ele parece o mais normal de todos eles. Porque vamos falar a verdade os personagens de Skins não são normais kk e ele por ter essa síndrome e surtos não é tão louco quanto os outros, não usa tanta droga (sim, TANTA, ele usa de vez em quando), faz menos burradas. E ele sempre tenta juntar o Freddie e o Cook pra voltarem a ser amigos, inclusive é ele quem vai dar um ultimato na Effy pra ela escolher logo (no gif abaixo).
No meu caso só o JJ tá certo *-*
Não mais "Oh, sou tão magra e misteriosa"




















 Pandora- Ela já tinha aparecido na 1ª geração e eu tinha achado ela bem engraçada. E continuei  gostando dela na 2ª, minha personagem feminina preferida. Ela é mesmo muito engraçada, e também fofa. Ela é infantil demais porque a mãe dela ainda a cria como criança, enquanto ao mesmo tempo quer amadurecer, por influência da Effy. Elas são melhores amigas, e mais uma vez em Skins eu gosto mais do melhor amigo do protagonista que dele próprio kk. Pra mim o episódio dela (4, 3ª temporada) foi o primeiro realmente ótimo. O do Thomas também foi legal, mas o dela foi demais e quase no final, tem uma cena ótima que mostra bem essa contradição dentro da Panda, entre criança e adolescente. Também adoro o jeito esquisito de ser dela, e essa beleza diferente.  Só que eu fico meio brava por ela ouvir tanto os conselhos da Effy, e por causa disso ela foi bem hipócrita (a Effy mais ainda, como se ela pudesse dar conselho sobre aquilo).
Viram o que eu disse? aparência de criança, mas as frases kk


 Naomily- Naomily é o nome do casal formado pela Naomi e pela Emily. Tô falando delas juntas pra não ter que dizer em cada uma "namorada de" .-. A Emily tem uma irmã gêmea chamada Katie, e eu acho ela fofinha demais, e superromântica. A Naomi eu me identificava um pouco, mas ela começou a me irritar e fez o casal não ser mais tão fofo. Na 3ª temporada eu conseguiria dizer facilmente que elas eram o melhor casal, assim como melhor casal lésbico que eu já vi, mas como todo casal tem que ter um problema na 4ª elas me perderam um pouco =/ Aquela gente que odeia Ceffy/Freffy que eu comentei lá em cima geralmente diz que só assistia por Naomily e que elas eram um casal bem melhor, mas na 4ª temporada eu não acho isso. Até a Effy era mais bem resolvida que a Naomi.
 Katie- a irmã gêmea da Emily e a bitch das duas. Eu sabia que não ia gostar dela porque já sabia que ela ia atrapalhar Naomily. E logo que eu a vi pela primeira vez minhas suspeitas se confirmaram. Ela demorou no banho, quando a Emily foi entrar ela ainda vestiu a roupa que a Emily tinha deixado pra si mesma, ficou apressando a Emily e ainda falou mal da roupa dela, sendo que ela pegou a roupa que ela ia vestir ¬¬. Além disso ela ficava se achando por ter um namorado jogador e tentando ser amiga da Effy a todo custo sem perceber que ela não gostava dela. Como o Cook e a Effy ela evolui no decorrer dos episódios, mas eu continuo achando ela bem fútil e vazia =/ E no caso dela o drama não foi nada que justificasse porque ela agia daquele jeito, mas sim porque ela agiria agora. Mas até que ela é divertida e tem uns quotes legais. E adoro a trilha-sonora dos episódios dela. Eu adoro gêmeas, ainda mais quando são gêmeas na vida real, como é o caso delas :) mas como ficou bem claro minha preferida é a Emily. As duas são totalmente diferentes, prova disso é quando Katie diz que não fica sem namorado desde que tinha 7 anos e Emily diz que nunca teve um namorado (ok, que ela é lésbica, mas namorada também não). A coisa que eu mais amo em gêmeos é o negócio de trocar de lugar, sonhava com isso quando assistia os filmes das Olsen kk e a Emily um dia finge ser a Katie. Elas tem um irmãozinho tarado demais, ele fica espiando as próprias irmãs no banheiro '-' e ainda disse "I want to fuck Naomi". E eu acho as duas superestilosas.
falando pra Effy "Você é um puta de um clichê"
melhor momento dela. "Sou a Katy 'foda' Fitch, que porra é você?"

Emily fingindo ser Katie. A prova que ela é mais bonita u.u no começo ela me enganou mesmo kk
 Thomas- é africano, vindo do Congo. É fofo e simpático. A mãe dele é uma das únicas de Skins que sabe que ele usa drogas e se preocupa com isso. A Effy fuma na frente dos pais dela, e eles nem aí '-' E outros pais parecem que sabem também. Tem gente que fala "Lá na Inglaterra eles são mais desenvolvidos blá" desculpa, mas pra mim isso não é ser desenvolvido e se for quero ser subdesenvolvida porque o dia que eu pegar meu filho fumando qualquer coisa ele vai ter um castigo que não vai querer fumar nunca mais. Mas sim eu sei que na Inglaterra infelizmente  a maconha é livremente aceita, mas -fugindo do assunto do post- deviam tirar da cabeça essa ideia que ela não faz mal e tal. Ela não vai te deixar um mendigo, mas acaba com a memória e concentração, te deixa com sono o tempo inteiro, dá impotência, e ainda os traficantes misturam  um monte de coisa na maconha, então a não ser que você mesmo plante não tem como você dizer que é "natural" lembrando que ópio e outras coisas são "naturais" também :) Mas essa história dos pais não é só questão de eles aceitarem, é que como eu li num review Skins sempre traz os adultos de um jeito caricato. Sabe no desenho do Charlie Brown que quando um adulto fala é só "blábláblá", a gente não entende uma palavra? Skins é tipo isso, mas eles preferem colocar os pais como doidos, responsáveis pelos problemas dos filhos e tal. Isso é prejudicial, não vou negar, do mesmo jeito que as crianças nunca são crianças de verdade, tipo o irmãozinho do Cook, é um mini-Cook cara, me dá medo, o irmão das gêmeas também, na 1ª geração umas meninas que queriam ficar com o Maxxie. Espero que isso seja tudo exagero porque senão as crianças tão mais perdidas do que a gente já pensava. Ah é, e a mãe dele não gosta de saber que ele transa também, não preciso nem comentar a mãe da Effy.
 Trilha-Sonora
 A trilha de Skins continua tão boa quanto antes, e arrisco até dizer que melhor. Ela ficou bem mais pop, lembram que eu disse que fiquei surpresa de ouvir Britney no último episódio? Já aqui tocaram nada mais, nada menos que 3 músicas dela, e uma delas logo depois de uma da Beyoncé. E em um episódio tocaram duas músicas da Lady Gaga. Tocou até Xtina<3 (e a cena meio parecida com o clipe) A primeira música que tocou na série foi Son The Father- Fucked Up e foi amor à primeira música (ou ao primeiro personagem :3). Se Skins fosse ter uma banda igual Rebelde Fucked Up seria um ótimo nome pra ela kk porque eles falam "fuck" e suas variações o tempo inteiro, inclusive esse "fucked up" falam muito também. Eu disse que tocava bastante hip hop em Skins, né? E até o hip hop melhorou, eu até viciei em The Next Episode do Dr. Dre com o Snoop Dogg(todo mundo já ouviu essa música, mas não sabe quem canta/o nome) e Love Lockdown do Kanye West (e na cena em que tocou também). Essas duas músicas tocaram no episódio da Pandora que eu acho que teve a melhor trilha-sonora. Por que quantas séries conseguem misturar em um só episódio essas músicas que eu disse com Nancy Sinatra, Bon Jovi, Linkin Park, Britney Spears e Lily Allen? Acho que só Chuck pra ser mais eclética, lá toca Toxic e música clássica no mesmo episódio rs. Nesse episódio também tocou uma música de cada girl group britânico famoso: The Saturdays, Girls Aloud e minhas preferidas Sugababes<3
 O único problema da trilha é que continua tendo vários flopados que é muito difícil de conseguir baixar. E até mais do que antes porque acho que mais gente assistiu as primeiras temporadas então as outras mais gente conhecia. Se a primeira geração ajudou a fama de The Gossip e Adele, a segunda ajudou Florence And The Machine. Bom, eu acho que em 2009 ela ainda não fazia muito sucesso, né? Aqui no Brasil só foi fazer em 2011 ou 2012. E Dog Days Are Over ficou bem legal naquela cena. Músicas que eu conheci em Skins e amei: Timothy Victor- Lady Belles (ela já teve uma música na 2ª temporada que é linda. Eu consegui baixar a muito custo essa, mas só tem 1 minuto e pouco, então acho que não tá completa .-.), Ashley Chambliss- A Little More Of You (eu acho essa cena engraçada kk), Laura Marling- Crawled Out Of The Sea, Tom Tom Club- Genius of Love (essa eu acho que já conhecia, ou pelo menos só conhecia porque Fantasy da Mariah Carey tem sample dela), Lady Gaga- Beautiful, Dirty, Rich (adoro essa cena, acho a música tudo a ver), Glasvegas- It's My Own Cheating Heart That Makes Me Cry (o nome da música faz jus a ela, me fez chorar. E eu quase nunca choro com música. Ela toca numa cena linda de Naomily, mas eu nem chorei na cena chorei outra hora quando tava só ouvindo a música), Millennium- Robbie Williams(já tinha ouvido, mas não sabia quem cantava e só baixei agora), Dinosaur Jr.- Said The People, Millionaires- Alcohol(esse clipe/música é tão Skins. E eu sei que a música é chatinha e sem conteúdo nenhum, mas eu gosto u.u). Não consegui baixar A Promise- Broken Records, Pillowcase Kisser- Skinned Teen, Son Lux- Break (e nem consegui achar no Youtube pra pôr o link '-'). Eu também conheci Ace of Spades do Motörhead, mas não gostei tanto assim. As partes musicais de Skins são sempre ótimas e dessa vez não teve um número musical tão foda quanto Wild World, mas teve uma das serenatas mais lindas que eu já vi ao som de True do Spandau Ballet, música que eu amo *-*. E teve a coreografia de Can't Get You Out Of My Head da Kylie Minogue que me deixa muito emocionada =/ e ainda tem a música fofíssima que a Pandora fez pra animar a Effy. Queria uma amiga como a Panda.
 A música de abertura na 4ª temporada foi remixada e muita gente achou que ficou um lixo e na 5ª e na 6ª pior ainda, eu fui uma das únicas que gostou nas três temporadas.

SPOILER 
( Eu vou pôr uns vídeos no final, pra você poder comentar sem ler o spoiler e vou avisar onde acaba  e ainda deixar um espaço pra você não ler nada sem querer, porque os vídeos são bem legais)

Tag: Isso Ou Aquilo?

 Oi, gente. Desculpa por ter ficado "tanto" tempo sem postar. Essa é a primeira tag que eu faço pra qual eu realmente fui indicada, viva! haha O engraçado é que a Gabrieli do Sometime Luv não foi tagueada por ninguém e não tagueou ninguém também, mas quando eu disse que também sempre faço tags sem ser tagueada ela disse pra eu fazer que estava me tagueando agora rs. Quem criou a tag foi a Tati do vlog Tiny Little Things, meu vlog literário preferido. Bom, elas fizeram a tag em vídeo, mas como a minha câmera não serve pra nada eu vou fazer em texto mesmo.
Perguntas:
1) áudio book ou livro? Nunca ouvi um áudio book, mas de qualquer jeito acho que nada substitui o livro físico, né?
2) capa dura ou mole? Acho que capa dura, é mais difícil de estragar, dobrar e tal.
3) ficção ou não-ficção? Então, eu adoro não-ficção, mas li muito mais de ficção até porque são os mais comuns, então não sei.
4) fantasia ou vida real? Vida real.
5) Harry Potter ou Twilight? Harry Potter, óbvio kk. Nada contra Crepúsculo não, só nunca li, e de qualquer forma HP marcou minha infância e toda adolescência então...
6) e-book ou livro físico? O único e-book que eu li foi de livro pra aula de literatura. Mas de qualquer forma sempre vou preferir o livro físico, não tem comparação. Claro que às vezes tem que se contentar com o e-book, mas quem puder ter qualquer um duvido que não escolha o físico.
7) comprar ou pegar emprestado? Comprar. Eu pegava bastante livro emprestado na biblioteca da minha escola, e de amigas, mas ter em casa e poder ler quando quiser não tem preço (só o do livro haha q). Tipo às vezes eu penso em comprar alguns que eu li e já não me lembro.
8) Livro único ou série? Eu nunca terminei uma série, cara .-. pois é, triste. Acho que prefiro livro único mesmo.
9) livraria física ou online? Livraria física, mesmo eu não visitando muito. É o que eu falei lá em cima já umas 500 vezes não tem comparação você poder olhar os livros, pegar, ler um pouco. Livraria online não tem graça nenhuma, por mais que seja mais barata.
10) livro longo ou curto? Curto, sou preguiçosa :c quando o livro é muito grande me assusta (Oi Primo Basílio e Os Homens Que Não Amavam as Mulheres me esperando pra serem lidos).
11) drama ou ação? Drama. Sempre prefiro drama em tudo kk
12) ler no seu canto ou tomando sol? No meu canto '-'
13) chocolate quente, café ou chá? Chocolate quente, apesar de só tomar gelado kk
14) ler resenha ou decidir por si? Ler resenha. Mas acho que o fato de ler não te impede de "decidir por si", é só uma opinião, você pode concordar ou não, mas você só vai realmente decidir isso depois que ler. Só que eu gosto sim de ler resenhas porque sinopses não são suficientes muitas vezes pra dizer do que se trata o livro. A sinopse de Belo Desastre por exemplo diz que a Abby não bebe nem fala palavrão, mas ela bebe seeempre.
 E foi isso. Acho que eu vou ficar um tempinho sem fazer tag, sei que enche um pouco fazer sempre. Não sei quantas pessoas tem que indicar, mas vou indicar meu amigo Guilherme do blog Silborgue (visitem o blog dele, é novo e bem parecido com o meu, fala de séries e filmes), a Caroline do Books and Tea, o Rafael do Enseada das Letras e a Rafaela do Inconstante Controvérsia. Escolhi só os três porque foram os que eu lembrei e os que fazem tags, porque como eu falei na tag do Big Brother Literário eu indiquei um monte e só a Caroline fez. A Rafaela nunca indiquei pra tag nem sei se ela faz, mas enfim. E vocês já sabem, quem quiser fazer, à vontade.
 P.S.: o post tá bem sem graça sem imagens, mas não sei que imagem pôr '-'

Harper's Island


 Harper's Island é uma minissérie muito foda que está passando no SBT toda noite depois de Chiquititas. Eu já conhecia da outra vez que ela passou, em 2009. Mas não tinha visto todos os episódios e agora estou revendo (e já perdi uns 3 -.-'). Como ela é uma minissérie tem apenas 1 temporada, de 13 episódios.
 Ela conta a história da Abby Mills, uma garota que mora em Los Angeles e volta pra ilha de Harper pro casamento do melhor amigo. Ela saiu da ilha há 7 anos após sua mãe e mais 5 pessoas terem sido assassinadas. E eis que começam a acontecer coisas estranhas na ilha e alguns convidados estão sendo mortos de forma muito parecida com a que John Wakefield matou suas vítimas. Mesmo ele estando morto. É assim que começa a história.
 Eu não sei dizer se ela chega a ser terror ou é só suspense, por que eu não gosto de terror e ela dá sustos, mas não mostra as mortes de um jeito muito horrível como nos filmes de terror. Ela é bem sutil nesse aspecto. Mas de qualquer forma eu adoro a série, tem aquele mistério tão bom, e ainda as relações dos personagens e tudo. O mais legal é que a Abby e esse melhor amigo, o Henry, são exatamente como deveriam ser a maioria dos amigos da ficção: SÓ AMIGOS! Em nenhum momento um se apaixona por outro ou coisa do tipo, e eles nunca tiveram nada. E ainda por cima são do tipo que falam dos seus namoros um com o outro super de boa. A Abby deixou um namorado na ilha quando foi embora e eles são tipo muito fofos juntos<3 
 Se você ainda não se interessou pela série, tem que se interessar pelo elenco que é incível! Acho que é difícil se você amar filmes e séries não conhecer nenhum dos atores. Quando eu assisti era meio lerdinha e achava que a protagonista era a Camila Belle (o fato de eu ter visto Quando um Estranho Chama que também é suspense pouco tempo antes ajudou), mas a atriz se chama Elaine Cassidy. Ela não tem outros papéis muito conhecidos, segundo o Wikipédia é conhecida pelos filmes Os Outros e O Fio da Inocência, já fez algumas outras séries e está atualmente na série The Paradise, que eu tenho vontade de assistir. Mas vocês vão conhecê-la mesmo é do clipe The Scientist do Coldplay. Mas ela é uma das menos conhecidas, porque o resto! Para os fãs de Supernatural, a série conta com Katie Cassidy, a Ruby no papel da noiva do Henry e com o Bobby no papel do pai da Abby e xerife, e ainda dois atores já participaram de alguns episódios. A Katie Cassidy também fez Gossip Girl e Monte Carlo, filme com a Leighton Meester (GG), Selena Gomez e Cory Monteith do Glee (tipo o paraíso dos fãs de seriados adolescentes!!). O Henry, melhor amigo da Abby foi protagonista de uma série que eu acabei de baixar e tô louca pra ver, Popular, que teve sua primeira temporada dirigida pelo Ryan Murphy(diretor de Glee e American Horror Story) e está atualmente na série Covert Affairs. Eu fiquei surpresa com as duas participações haha eu tava vendo o trailer de Popular e simplesmente vi ele lá, e eu vi uma foto de Covert Affairs e lá estava ele também, já os outros eu mesma percebi que já conhecia como o Matt Barr que fez Hellcats. Só o Brandon Jay McLaren que eu sabia que conhecia de algum lugar, mas não fazia ideia de onde, agora eu pesquisei e descobri que é de Ela é o Cara e um dos filmes do Dr. Dolittle.
 Espero que tenham se interessado e assistam, passa mais ou menos 21:15 no SBT, mas como já foram alguns episódios vocês podem baixar aqui. Eu mesma vou, pra ver os episódios que eu perdi. E recomendo a vocês que NÃO pesquisem nada sobre a série no Wikipédia, porque lá tem um quadro terrível cheio de spoilers, com quem morreu e quem é o assassino. Não falei muito sobre os personagens porque a imagem basicamente já diz tudo sobre eles.

  P.S.: Acabei de descobrir que a Katie Cassidy também estava em Quando Um Estranho Chama, que coincidência! Não coloquei no post porque achei que não ia se encaixar bem.
 Post feito ao som de Cascada-Everytime We Touch, Lasgo-Something (I can see in your eyes there's something ♫) Alguém me diz por que não tocam mais essas músicas em festas???? Muito triste eu ser criança quando tocava :(

Tag: Minha Vida de Acordo com Christina Aguilera

  Oi oi :) Eu vi essa tag no blog Um Senhor Palhaço e mais uma vez tô fazendo sem ter sido indicada kk E o pior é que a primeira tag que eu fui indicada não pude fazer porque não tinha o que responder :( e foi essa aqui. Eu achei essa tag muito legal, dá pra fazer com vários outros artistas, inclusive eu tava pensando em fazer com outro, mas acabei fazendo com a X-Tina.
Regras: 
- Usando nomes de músicas apenas de um artista ou grupo, tente habilmente responder a estas perguntas;
- Passe para 15 pessoas que você gosta; Como a última tag só uma pessoa respondeu, não vou taguear ninguém, quem quiser pode fazer. E agradeceria se colocasse meu link rs
- Link quem te indicou;
- Você não pode usar o cantor/banda que eu usei. - - Tente não repetir um título da canção;
- É muito mais difícil do que você imagina;
- Repost como "Minha vida de acordo com (nome do cantor/banda).
Você é um homem ou mulher: Beautiful (bonita) e.e
Descreva-se: Fighter (lutadora)
Como você se sente: Stronger Than Ever (Mais forte que nunca)
Descreva o local onde você vive atualmente:  La Casa (A casa)
Se você pudesse ir a qualquer lugar, onde você iria? Around The World (Ao Redor do Mundo)
Sua forma de transporte preferido: Car Wash ( na verdade significa lava-jato, mas vamos considerar o Car sozinho :D)
Seu melhor amigo: All I Need ( tudo que eu preciso) Jack<3
Você e seu melhor amigo são: We're a Miracle (Nós somos um Milagre)
Se sua vida fosse um programa de TV, do que seria chamado? Underappreciated (Menosprezada)
O que a vida é para você: Monday Morning, porque minha vida é tão ruim quanto uma manhã de segunda e.e
Seu relacionamento: Little Dreamer (Pequena sonhadora) porque não existe relacionamento, só sonhando mesmo kkkk
Seu medo: El Ultimo Adios ( O Último Adeus)
Qual o melhor conselho que você tem a dar: Just Be Free (Apenas seja livre)
Pensamento do dia: Climb Every Mountain ( Escalar toda montanha)
Meu lema: Can't Hold Us Down (não podem nos segurar) não só o título é meu lema como a música toda. Um dia falo pra vocês sobre isso.
 Gente, não é necessário pôr link das músicas, tá? Inclusive eu não vi ninguém pôr, mas eu quis pôr porque acho sem-graça pôr só o nome das músicas aí quem não conhece nenhuma continua sem conhecer. Então quem quiser ler a letra ou ouvir a música é só clicar, e quem quiser fazer a tag não precisa fazer isso. Espero que tenham gostado.
 P.S.: se alguém clicou no link do Doce Abril no post abaixo viu que tá com acesso restrito. Acontece que o blog acabou, ou seja nada mais de colunas minhas às sextas. Não me aceitem como colaboradora, eu só trago azar kkkkk

O Clube das Desquitadas

 Durante as férias eu estava dormindo tarde e um dia eu liguei na Globo e vi que estava começando o Corujão, e como sempre passam filmes bons nele, resolvi assistir. O filme era O Clube das Desquitadas, em inglês The First Wives Club (O Clube das Primeiras esposas). O filme conta a história de 4 amigas de faculdade que após se formarem em 1969 perderam contato e cada uma seguiu seu caminho. O que faz elas se unirem é a morte de uma delas. Swann se suicida, pois seu marido a trocou por uma mulher mais nova. Devido a essa morte as outras três se encontram e quando percebem que estão no mesmo barco da amiga já morta resolvem se juntar e se vingar: assim surge o Clube das Desquitadas.
 O filme é muito engraçado, uma ótima comédia, e tem drama nas doses certas. Ainda conta com a presença de excelentes atrizes como Diane Keaton (Alguém Tem Que Ceder, filme exibido à exaustão no SBT), Bette Midler (Abracadabra), Maggie Smith (Minerva de Harry Potter) e até a na época ainda novata, Sarah Jessica Parker (Sex and The City). Uma coisa legal do filme é que as três amigas são totalmente diferentes: Elise é uma atriz famosa e alcóolatra, Annie é uma mãe de família que pensa que está apenas dando um tempo de seu marido, Brenda sofre com seu peso. Mas todas se unem pela sua amizade de muitos anos e por seus estado civil de “desquitadas”. A vingança delas é divertidíssima. E outra curiosidade legal: as três atrizes principais fizeram 50 anos durante as filmagens. Nada combinaria mais com o filme do que isso.
 Esse post foi a minha primeira coluna no blog Doce Abril onde eu vou falar sobre filmes toda sexta-feira. Eu sei que sou louca por querer mais uma coisa pra fazer, não precisam me dizer kk E pra quem gosta muito de filmes o Filmow é um site bem legal, eu criei uma conta lá, quem tiver também, adiciona :) Por hoje é só.

Conheça: Maria Mena

 Conheça é uma nova coluna onde eu vou indicar coisas pra vocês conhecerem (avá), não tem como explicar sem ser óbvia kkkk. Geralmente serão artistas.
 E a primeira cantora que eu trago pra vocês é a Maria Mena. Se você tem 17 anos ou mais pode lembrar de um dos maiores sucessos dela, You're The Only One porque tocava na Malhação de 2004. E eu tenho esse CD<3 (pirata, mas tenho u.u) e que Malhação foi aquela *-* Vagabanda, Marjorie Estiano, uma das melhores com certeza. Guilherme Berenguer galã mais bonito de Malhação EVER u.u apesar que o Humberto Carrão também é lindo demais. Mas parando com a piriguetagem, eu conhecia ela por essa música. Mas eu ouvia meu CD sem nem reparar direito nos artistas, então eu realmente fui conhecer a artista Maria Mena em uma playlist do Vagalume, em que o usuário disse que a música tocou na Malhação aí eu fui ouvir e lembrei. E eu viciei na música por um bom tempo, mas nem fui atrás de outras coisas dela. Foi só semana passada que eu fui baixar outras. Eu fui surpreendida, esperava músicas mais no estilo de You're The Only One, mas a maioria das músicas dela são bem lentinhas, tanto que o Wikipedia coloca folk como um dos estilos dela. Mas também são boas, são lindas. A Maria canta de uma forma tão doce e é isso que eu amei em You're The Only One que mesmo quando ela fala uma besteira parece tão inocente. Eu pensava que ela estava parada, mas que nada! Esse ano mesmo lançou singles. E um deles com uma letra irônica no estilo de You're The Only One<3 enfim, vejam as músicas que eu separei pra vocês.

Música fofa em que ela declara seu amor de um jeito bem peculiar haha. Quer algo mais romântico que ter alguém que segura seu cabelo quando você vomita? :P kkkk melhor do que gente que quer dar a lua pros outros u.u
Das lentas é minha preferida, com certeza. Linda demais. E triste. Os clipes dela também são sempre ótimos.
Essa é a música desse ano mais animadinha e com letra irônica. Ela é viciante. Apesar do título a mensagem da música é linda, leia o que aparece na introdução do clipe: "Eu escrevo músicas como uma maneira de me comunicar comigo mesma. É a minha forma de reagir. Há liberdade em se permitir expressar felicidade, tristeza e raiva. E uma vez que a canção está escrita, eu não sinto mais raiva."
Single mais novo ainda que Fuck You. A música é bem bonita, o clipe é muito bom e a Maria Mena tá linda. Mas ela é linda sempre mesmo rs

 Música mais triste que já ouvi dela.
Eu sei que o nome dela tá escrito errado e esse clipe não deve ser oficial, mas gostei do vídeo. Amo A Casa do Lago. E descobri que essa música é um cover do Kiss =O fiquei muito surpresa, nem imaginava e gosto bastante dela, por isso tinha que pôr aqui. Aliás gostei da original, pra quem quiser ver. Espero que gostem dela =) beijos

Tag: Big Brother Literário



Eu de volta com mais uma tag u.u Eu vi ela no Enseada das Letras e achei muito boa. Eu não gosto muito de Big Brother, mas eu assistia, as últimas edições que não me interessaram nada mesmo. Além de agora eu ter outras ocupações.
 A tag consiste em escolher 12 personagens de livros, que serão os participantes e um “Bial” para comandar a bagunça.

 Serena -  será a musa da casa com certeza  e receberá ofertas milionárias pra posar nua quando fosse eliminada. É a participante que adora festas e de vez em quando fica bêbada nelas, todos os homens da casa serão loucos por ela. Dará em cima dos namorados das concorrentes :c podendo até mesmo formar um triângulo amoroso como o de Alemão, Fani e Siri em 2007. E ela seria a Fani, lógico. Fará de tudo pra não ter que ajudar nas tarefas. Vai causar na casa, principalmente na piscina onde ama ficar, e pode até fazer topless. (A foto é da Serena da série)

 Klaus- Todo reality bem fútil tem aquele único participante bem intelectual. Esse seria Klaus, que ficaria sempre lendo e não se meteria muito nos assuntos da casa. Como sua vida é cheia de desventuras, a estadia não deverá ser muito agradável e vencer é muito improvável. (Foto do Klaus do filme)


 Molly Moon- usará sua habilidade de hipnotismo pra manipular todos na casa, inclusive o apresentador, e também os telespectadores.
 Jinx- Como ela é uma bruxa faria todos os feitiços possíveis pra ganhar o programa. Se se interessar por alguém fará bonequinhos da pessoa.

 Becky Bloom- está com dívidas enormes então fará de tudo pra ganhar o prêmio e quitá-las, inclusive inventar doenças e fingir falar idiomas desconhecidos. Ficará louca por não poder fazer compras.

 Natalie Sterling- tentará pôr "rédea" nas garotas, especialmente em Serena. Mas se apaixonará e logo perderá a moral pra falar delas. Mas como é hipócrita não assumirá e ficará se pegando com esse participante às escondidas.


Jesse- largou a escola e não tem muita perspectiva de futuro, por isso entrou no reality. Fuma e bebe, e é um típico bad boy que as garotas da casa vão amar (admito, eu amei um pouco ele :p), só que não é "bad", apenas um vagabundo mesmo q Típico desocupado do BBB.


 Dexter- Dex está #xatiado de não ter sido chamado pra ser o apresentador do show,já que já foi apresentador, mas sua carreira não acabou bem e ele agora está precisando de dinheiro por isso entrou no programa. É mimado, metido e vai ser o galã da casa. Também vai ser o encrenqueiro.


 Jack- vai ser o insuportável da casa. Gótico, rebelde sem casa, cheio de mimimi, ele vai encher a paciência de todo mundo com suas filosofias de botequim. Mas como é gato pode pegar alguma garota^^ Ele e Dex vão brigar muito.

 Marco Vega- bonito, atlético, mas sem conteúdo: o típico participante de reality show. Foi manipulado pela namorada pra entrar no programa e fingir namorar uma garota pra ganhar e depois terminar com ela, voltar pra essa namorada e então os dois ficariam famosos (pois é, raciocínio louco). Aliás um dia faço uma resenha desse livro porque o amo demais e quase ninguém conhece.
 Amy- entrou no jogo totalmente concentrada em ganhar, mas arrumou seu primeiro namorado (dã) na casa e perdeu totalmente o foco, esqueceu das estratégias.

 Zoom- é fofo e quer ser diretor de filmes. Com certeza vai se identificar com o Jesse. Vai formar o casal mais amado da casa. (escolhi ele porque precisava de pelo menos um menino mais decente e.e, o Klaus é muito novo)

Apresentador: Eu queria mesmo colocar o Dexter, por isso falei disso nas características dele, mas eu precisava dele dentro na casa porque não tinha quase nenhum homem. Então escolhi Lino Jordan, o locutor dos jogos de quadribol :) acho que ele seria um bom apresentador.

 Obs: se esse reality show fosse ao ar com certeza a Igreja e a Justiça iam tentar parar a exibição, um monte de menor de idade kkkkk(fazendo a tag percebi que li pouquíssimos livros com protagonistas adultos '-') tem até criança (Molly). Meu programa ia ser mais polêmico que Skins, pfvr.  Tentei não repetir nenhum personagem que eu vi nas respostas dos outros, o que foi difícil porque aqui tiveram respostas muito engraçadas. Amei a Morte e Gossip Girl, e se tivesse lido Crepúsculo colocaria o mesmo que ela kkkk
Pra quem indico a tag: Café e Livro, Girl Spoiled, Literalmente Diferente, Amandyces, Ler e Pensar, Lendo e Esmaltando, Nas Quartas Usamos Rosa, Querida Prateleira, Livros Y Viagens,Obsession Valley, Books & Tea e pra tooodos que quiserem fazer! E por favor vc que não tá linkado e fizer, poste o link que eu quero ver u.u
 P.S.: como vcs viram, amei a tag, me empolguei até kk, e por eu não ter lido tantos livros com personagens mais adultos e tal acho que eu posso refazer essa tag quando tiver lido muitos livros. E me segurei pra não colocar personagens de série na tag kk então talvez eu faça depois com personagens de série :) bjs